Mealheiro #46: Sabes quanto vais receber de reforma?

Quando a esmola é grande, o pobre desconfia

Sabias que no site da Segurança Social podes simular a tua reforma? Eu não sabia, e só fiquei a saber recentemente à custa de um comentário no Instagram do Mealheiro. O que uma pessoa aprende, não é? Podes encontrar mais informação na ligação abaixo.

Simular reforma

Após ficar a saber disto, claro que decidi ir ver com os meus próprios olhos o que me esperava. E admito que, muito por estupidez minha, fiquei bastante surpreso. Por várias razões:

  • O valor bruto da reforma esperada;

  • A data em que, supostamente, me posso reformar;

  • As penalizações gigantescas que resultam de uma possível reforma antecipada.

E queria só tocar neste último ponto. O simulador permite calcular a reforma para uma data inferior à expectável. Então, fiz uma pequena simulação para me reformar 2 anos mais cedo do que o esperado. E fiquei parvo com os resultados.

Então, fui investigar. E encontrei este “Guia Prático Pensão de Velhice”, que explica, na página 15, como é feito o cálculo para a reforma antecipada. De uma forma geral, é aplicada uma “penalização de 0,5% por cada mês de antecipação face à idade de acesso à pensão”.


O primeiro exemplo que eles dão é de alguém que pede a reforma 26 meses antes da idade de acesso à pensão. O que resulta numa penalização de 15%. Até aqui tudo bem, é só matemática. Mas vamos tentar contextualizar um pouco o absurdo disto?

Arredondemos a idade da reforma para os 65 anos, para simplificar. E vamos dizer que queremos a reforma 2 anos antes, ou seja, 24 meses mais cedo, perfazendo 63 anos de trabalho e descontos, e totalizando uma penalização de 12%. Isto corresponde a, aproximadamente, 3% do tempo total de vida ativa. Contudo, a penalização é 4 vezes superior a isto! E se isto não é ridículo, então não sei o que é.

E, tendo em conta tudo isto, a independência financeira passa a ser algo bastante mais atrativo — pelo menos para mim. A última coisa que quero é ter que estar dependente de uma reforma tão “generosa” que pode, ou não, estar lá à minha espera quando chegar a altura certa.

E se não sabes do que falo, então lê o Mealheiro #43: Como chegar à reforma mais cedo, para perceberes melhor 😃


Mas agora perguntas: E então, que posso fazer?.

E a resposta a isso está um pouco por todo o lado no Mealheiro. Mas hoje tenho algo diferente para ti. O último artigo do The Reasonable Investor toca num assunto muito interessante, e que penso que liga bastante bem com o assunto que está aqui a ser discutido hoje. Deixo-vos com um excerto, e a ligação para o artigo de seguida:

“A ideia de ser possível alcançar os nossos desejos investindo as nossas poupanças é uma promessa antiga, que muitos “mentores” do investimento e poupança fazem: basta cortar um pouco a despesa aqui, investir ali, e por magia, daqui por uns anos conseguirá tudo o que sempre quis. Se para alguns este conto de fadas é verdade, para a maioria não é bem assim.”

A Maior Lenda das Finanças Pessoais


Gostaste do Mealheiro desta semana? A tua opinião ajuda-me a melhorar.

Adorei | Gostei | 50/50 | Meh | Péssimo

É um prazer ter-te desse lado, e obrigado por leres. Não te esqueças de subscrever, ou partilhar, se ainda não o fizeste!