Mealheiro #34: 9 ativos que geram renda

É pelo saber que vem o ter

Tive pouco tempo para me dedicar ao artigo desta semana. Contudo, não queria deixar de trazer-te algum valor e conhecimento, por mais pequeno que fosse. Assim sendo, decidi pegar num artigo do Nick Maggiulli, do blog Of Dollars and Data, e resumir aos pontos mais importantes. Duas coisas antes de começar:

  1. Aconselho-te a ler o artigo completo aqui;

  2. Devias seguir este blog. O Nick é espetacular a falar sobre investimentos, economia, e a psicologia humana no que toca a finanças!


O Nick compilou uma lista dos nove melhores ativos que geram renda, e que podes ter em conta para aumentar os teus rendimentos - e, como resultado, aumentar a tua riqueza. Considera esta lista apenas uma recomendação. Como já disse antes, tu deves sempre descobrir o que melhor se adapta à tua situação. Para além disso, este tipo de artigos são só um ponto de partida para poderes aprender mais, e informar-te corretamente.

Ações

  • Retorno anual composto médio: 8% - 10%;

  • Prós: altos retornos históricos. Fácil de possuir e comprar/vender. Baixa manutenção;

  • Contras: alta volatilidade. As avaliações podem mudar rapidamente com base no sentiment dos mercados, ao invés das bases fundamentais.

Títulos de Dívida

  • Retorno anual composto médio: 2% - 4%;

  • Prós: menor volatilidade. Bom para equilibrar o portfólio. Seguros, em princípio;

  • Contras: baixos retornos, especialmente após descontares a inflação. Não é o melhor ativo para gerar renda em alturas de juros baixas (como agora).

Investimento imobiliário

  • Retorno anual composto médio: 12% - 15% (pode ser muito maior / menor dependendo das circunstâncias específicas);

  • Prós: retornos maiores do que outras classes de ativos mais tradicionais;

  • Contras: gerir a propriedade e os inquilinos podem ser uma dor de cabeça. Menos diversificado.

REITs (Real Estate Investment Trust)

  • Retorno anual composto médio: 10% - 12%;

  • Prós: exposição imobiliária que não precisas de gerir;

  • Contras: maior volatilidade. Altamente correlacionados com ações e outros ativos de risco durante quedas do mercado.

Pequenos negócios / Franchise / Angel Investment

  • Retorno anual composto médio: 20% - 25%;

  • Prós: podes ter retornos extremamente desproporcionais. Quanto mais envolvid@ estiveres, melhor para oporunidades futuras;

  • Contras: consome muito tempo. Pode ser desencorajador após vários fracassos (algo bastante comum).

Terras agrícolas

  • Retorno anual composto médio: 7% - 9%;

  • Prós: não correlacionado com ações. Boa proteção contra a inflação. Potencial de desvantagem inferior (probabilidade de "ir para zero" mais baixa do que outros ativos);

  • Contras: menos liquidez. Taxas mais altas.

Empréstimos P2P

  • Retorno anual composto médio: 4% - 6%;

  • Prós: fácil de entrar. Fácil de diversificar;

  • Contras: retornos mais baixos do que muitos outros ativos de risco. Menos dados históricos para empréstimos peer-to-peer, portanto, possíveis riscos ocultos.

Royalties

  • Retorno médio anual composto: 5% - 20%;

  • Prós: não correlacionado com os ativos financeiros tradicionais. Renda normalmente estável;

  • Contras: altas taxas do lado do vendedor. Os gostos (do público) podem mudar inesperadamente e afetar os retornos.

Produtos próprios

  • Retorno anual composto médio: altamente variável;

  • Prós: titularidade completa. Satisfação pessoal. Possibilidade de criar uma marca valiosa;

  • Contras: altamente trabalhoso. Nenhuma garantia de recompensa.

E agora, para terminar em grande, um resumo em forma de tabela para copiares facilmente e partilhares por esse mundo fora:


É um prazer ter-te desse lado, e obrigado por leres. Não te esqueças de subscrever, ou partilhar, se ainda não o fizeste!